Corinthians/UNIP é eliminado pelo Marreco nas quartas de final da Liga Nacional de Futsal

Depois de perder na ida, por 6 a 4, o Timão venceu em casa, por 4 a 3, no tempo normal, mas perdeu na prorrogação, por 1 a 0

Compartilhar

Neste sábado (28), encerrou-se a invencibilidade do Corinthians/UNIP – como mandante – que durava mais de um ano. No jogo de volta das quartas de final da Liga Nacional, o Timão venceu no tempo normal, por 4 a 3, mas perdeu na prorrogação, por 1 a 0, e foi eliminado.

Depois de uma derrota no jogo de ida, em Francisco Beltrão-PR, por 6 a 4, a equipe do Parque São Jorge precisava de uma vitória no tempo normal e, pelo menos, um empate na prorrogação para garantir a vaga na semifinal. Matheus (2), Douglas e Douglas Nunes balançaram as redes pelo Alvinegro.

O jogo

Timão em quadra: 
Sem Leandro Caires, lesionado, o treinador André Bié enviou à quadra: Guitta, Alex, Nenê, Vander Carioca e Matheus. Entre os suplentes, estavam Careca, Índio, Gleidson, Edson, Genaro, Wilsinho, Douglas e Douglas Nunes.

Começo Alvinegro: Já no primeiro minuto de jogo, Alex acionou Nenê, na entrada da área adversária, que proteger e devolveu para o camisa 10 chutar por cima. No minuto seguinte, Alex, pela ala esquerda, chutou cruzado para desvio de Matheus. Corinthians/UNIP 1 x 0 Marreco.

Pressão da casa: Pressionando o adversário em sua quadra defensiva, o Timão quase ampliou o placar com Vander Carioca em belo giro na entrada da área. Foi Douglas Nunes, em jogada similar, que marcou o segundo gol após passe de Johnny. Corinthians/UNIP 2 x 0 Marreco.

Marreco diminui: Em contra-ataque adversário, um passe em frente à área do goleiro Guitta desvia em Suelton e tira o goleiro da jogada, que ainda tenta alcançar a bola, mas já dentro das redes. Corinthians/UNIP 2 x 1 Marreco.

Segunda etapa: De volta à quadra, estavam Guitta, Nenê, Alex, Vander Carioca e Douglas.

Empate: Em bola perdida na ala direita do Timão, Alex desarmou o adversário em frente à área de Guitta e o juiz deu falta. Na cobrança de Emerson, um chute forte no canto esquerdo do goleiro alvinegro deixou tudo igual no placar. Corinthians/UNIP 2 x 2 Marreco.

Bateu na trave é gol: Pressionando em busca do gol de desempate, o Alvinegro ficou na frente novamente com Douglas. O camisa 5 recebeu no meio da quadra, carregou e, sozinho, chutou forte, no canto direito do goleiro, e viu a bola bater na trave antes de entrar. Corinthians/UNIP 3 x 2 Marreco.

Tudo igual: Em uma partida competitiva, o Marreco soube aproveitar as poucas oportunidades que teve. Em boa jogada de pivô, Fabiano Assad girou bem e acertou o ângulo. Corinthians/UNIP 3 x 3 Marreco.

Vitória no tempo normal: Após dividida na quadra ofensiva do Alvinegro, a bola veio, pelo alto, nos pés de Matheus. O camisa 3 dominou e, com ela no ar, soltou um torpedo rasteiro no canto esquerdo do goleiro. Corinthians/UNIP 4 x 3 Marreco.

Prorrogação: Para dar início aos dez minutos finais, André Bié enviou à quadra Guitta, Nenê, Douglas Nunes, Matheus e Wilsinho.

Fim de jogo: No segundo minuto da prorrogação, após desarme da equipe paranaense, a bola sobrou nos pés de Barbosinha, que chutou alto, no ângulo. Corinthians/UNIP 0 x 1 Marreco.

A equipe adulta do Corinthians/UNIP é patrocinada por Magnus, Colégio Amorim e UNIP-Universidade Paulista.

(fonte: www.corinthians.com.br)